quinta-feira, 17 de abril de 2014

Dissertação argumentativa II

1. Conceito: o texto dissertativo-argumentativo é um texto opinativo que se organiza na defesa de um ponto de vista sobre determinado assunto com o uso de argumentos. Dissertar é tomar uma posição, ou seja, posicionar-se diante de um tema.
2. Objetivo: a tese do texto dissertativo é fundamentada com explicações e argumentos, com o objetivo de influenciar leitor, tentando convencê-lo de que a ideia defendida está correta. É preciso, portanto, expor e explicar ideias. Daí a sua dupla natureza: é argumentativo porque defende uma tese, uma opinião, e é dissertativo porque se utiliza de explicações para justificá-la. Seu objetivo é, em última análise, convencer ou tentar convencer o leitor mediante a apresentação de razões, em face da evidência de provas e à luz de um raciocínio coerente e consistente.
Sendo assim, o domínio do tema é fundamental para um bom discurso. Para isso, é imprescindível que o candidato leia bastante. Deve estar atualizado com o que acontece no mundo, no seu país, no seu estado. Leia jornais, revistas, assista noticiários, busque informações. Nenhuma técnica de redação será suficiente se você não dominar o tema em pauta. 
3. Argumentação e tese: a sua redação atenderá às exigências de elaboração de um texto dissertativo-argumentativo se combinar dois princípios de estruturação: apresentação de uma tese e utilização de estratégias argumentativas para expor o problema discutido no texto e detalhar os argumentos utilizados.
I – Tese: é a ideia que você vai defender no texto. Ela deve estar relacionada ao tema e deve estar apoiada em argumentos ao longo da redação.
II - Argumento: é a justificativa utilizada por você para convencer o leitor a concordar com a tese defendida. O argumento serve para justificar e validar a tese.
III - Estratégias argumentativas: são recursos utilizados para desenvolver os argumentos, de modo a convencer o leitor:
ü Exemplificação;
ü Dados e provas concretas (estatísticas, pesquisas, fatos históricos e acontecimentos notórios);
ü Argumentos de autoridade (citações ou depoimentos de pessoas especializadas no assunto);
ü Comparações de fatos, situações, épocas, lugares, etc;
ü Causa e consequência
4. Estrutura da dissertação
1. Introdução: constitui o parágrafo inicial do texto. Deve conter a informação do que será argumentado e discutido no desenvolvimento, ou seja, na introdução, geralmente, é exposta a tese (ponto de vista) sobre o tema e os argumentos que serão discutidos no desenvolvimento. O Importante é que na introdução deve-se expor o problema e chamar a atenção do leitor. Não deve ser muito longa para não desmotivar a leitura. Utilize apenas um parágrafo. (em média 5 ou 6 linhas)
2. Desenvolvimento: é a parte mais importante do texto. É nele que você tem a oportunidade de defender o ponto de vista (tese) colocado na introdução através argumentos e estratégias argumentativas. Cada ideia deve ser discutida em um parágrafo diferente. É PROIBIDO MISTURAR IDEIAS EM UM MESMO PARÁGRAFO! (O desenvolvimento deve conter dois ou. (em média 6 a 8 linhas cada)
3. Conclusão: É aqui que você irá propor a solução. A conclusão será bem avaliada se o candidato fizer uma reafirmação de sua tese e apresentar uma proposta de intervenção e, em seguida, fazer um comentário final fechando a dissertação. (apenas um parágrafo)
RESUMINDO:
            A prova de redação exigirá a produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema de ordem social, científica, cultural ou política. Os aspectos a serem avaliados relacionam-se às “competências” que devem ter sido desenvolvidas durante os anos de escolaridade.Na redação, você deverá defender uma tese, uma opinião a respeito do tema, proposto, apoiada em argumentos consistentes estruturados de forma coerente e coesa, de modo a formar uma unidade textual. Seu texto deverá ser redigido de acordo com a modalidade escrita formal da Língua Portuguesa. Por fim, você deverá elaborar uma proposta de intervenção social para o problema apresentado no desenvolvimento do texto que respeite os direitos humanos.

4. Passos que ajudam a organizar o pensamento:
I - Transforme o tema em uma pergunta: o que eu penso sobre o tema (o meu posicionamento) – a resposta é a TESE;
II – Quais os motivos dessa opinião, quais os porquês (selecione 2 ou 3 motivos convincentes) – esses motivos serão os seus ARGUMENTOS;
III - É hora de explicar, defender e justificar seus argumentos: sua Selecione as estratégias argumentativas que servirão para validar sua tese (um fato concreto, uma citação de autoridade, exemplo, etc);
IV – Concluir: selecione propostas de intervenção que servirão para solucionar a problema indicado
5. Sugestões para concluir a dissertação
Ø  Dessa forma,...
Ø  Sendo assim,...
Ø  Em vista dos argumentos apresentados,...
Ø  Em virtude do que foi mencionado,...
Ø  Assim,...
Ø  Dado o exposto,...
Ø  Por tudo isso,...
Ø  Tendo em vista os aspectos observados,...
Ø  Portanto, ...
6. Pequenas dicas antes de começar a redação
ü  Faça margem no início dos parágrafos (2,5cm=dois dedos);
ü  Não pular linhas entre os parágrafos;
ü  Evite gírias, linguagem vulgar, baixo calão; use a linguagem culta;
ü  Faça letra legível;
ü  Não precisa avisar que vai concluir (Concluindo então....);
ü  Numerais devem ser escritos por extenso;
ü  Evitar frases prontas, provérbios e ditos populares (“o futebol é uma caixinha de surpresas”, “o tiro saiu pela culatra”, “dar a volta por cima”, “fechar com chave de ouro)
ü  Utilizar corretamente letras maiúsculas e minúsculas;
ü  Letra de forma é aceitável, mas as maiúsculas precisam estar diferenciadas;
ü  Evitar frases absurdas: (no mundo em que vivemos, há anos atrás, encarar frente a frente, etc.)
ü  Não seja radical nem intolerante em suas posições e não faça afirmações que não tem como comprovar, você tem sempre que estar respaldado pela verdade;
ü   Críticas também são perigosas. Criticar ou falar mal é muito fácil. Difícil é conseguir os argumentos certos para defender suas críticas, ou, até mesmo, agressões. Não, não funciona assim. Lembre-se: seus argumentos devem estar baseados em fatos concretos. Falar mal e criticar sem ter argumentos, só fará com que seu texto fique pobre
ü  Não deixe a emoção falar mais alto que a razão.

Nenhum comentário:

Figuras de Linguagem IV