terça-feira, 23 de maio de 2017

Figuras de Linguagem I

Obs: Olá, vamos aprender um pouquinho sobre figuras de linguagem? Não costumo fazer a subdivisão, pois isso não é o foco principal solicitado pelos concursos. Mas, como sempre uns mais exigentes, aí vai:

As figuras de linguagem são recursos que tornam mais expressivas as mensagens. Subdividem-se em figuras de som, figuras de construção, figuras de pensamento e figuras de palavras. Observe a palavra-chave e os exemplos de cada figura para facilitar a aprendizagem. Nessa postagem, vamos conhecer as figuras de som.

Figuras de Som: são recursos muito utilizados em poemas e músicas e, por seu caráter expressivo, proporcionam ao leitor uma experiência sinestésica.

1. Onomatopeia:  Ocorre quando uma palavra ou conjunto de palavras IMITA um ruído ou  um som. São verbos onomatopaicos: cacarejar, tiquetaquear, miar, etc.

 Ex: “O silêncio fresco despenca das árvores.
         Veio de longe, das planícies altas,
         Dos cerrados onde o guaxe passe rápido...
         Vvvvvvv... passou.”

"A língua do nhem "Havia uma velhinha / Que andava aborrecida / Pois dava a sua vida / Para falar com alguém. / E estava sempre em casa / A boa velhinha, / Resmungando sozinha: / Nhem-nhem-nhem-nhem-nhem..." (Cecília Meireles)
                                                                                                 

"Corrote, correte, era como se roessem qualquer coisa dentro de mim.” 

2. Aliteração:  é  a figura de linguagem que consiste na REPETIÇÃO DE SONS CONSONANTAIS IDÊNTICOS ou semelhantes dentro do mesmo verso, estrofe, ou numa frase.

Ex: Que um fraco rei faz fraca a forte guerra."

“Olha a bolha d’água
  no galho!
  Olha o orvalho."    (Cecília Meireles)

“Vozes veladas veludosas vozes,
  Volúpia dos vilões, vozes veladas,
  Vagam nos velhos vórtices velozes
  Dos ventos, vivas, vãs, vulcanizadas.” (Cruz e Sousa)

            
3. Assonância: é a REPETIÇÃO DE SONS VOCÁLICOS semelhantes, mas não idênticas ao longo do verso.
Ex: Sou Ana, da cama da cana,fulana, bacana. Sou Ana de Amsterdam." (Chico Buarque de Holanda)

4. Paronomásia: consiste no emprego de palavras de SONS PARECIDOS, mas de significados diferentes.
Ex: Houve aquele tempo ...
      (E agora, que a chuva chora,
      ouve aquele tempo)." (Ribeiro Couto)
   
      Com tais premissas ele sem dúvida leva-nos às primícias." )Pre. Antonio Vieira)

Nenhum comentário:

Figuras de Linguagem IV